Bolsonaro tinha razão: Desemprego cresce e atinge 12.9 milhões...VEJA!

Bolsonaro tinha razão: Desemprego cresce e atinge 12.9 milhões em agosto em consequência das medidas adotadas por governadores

Bolsonaro tinha razão: Desemprego cresce e atinge 12.9 milhões em agosto em consequência das medidas adotadas por governadores e prefeitos durante pandemia da Covid-19 (Coronavírus).

O número de desempregados no Brasil atingiu 12,9 milhões em agosto, de acordo com a Pnad- Covid-19 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Pnad Covid-19) divulgada nesta quarta-feira (23/09) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O número é 27,6% maior do que o registrado no início da pesquisa, em maio, quando havia 10,1 milhões de desempregados.

Em julho, 12,3 milhões estavam sem trabalho.

A taxa de desocupação entre as mulheres foi de 16,2%, maior que a dos homens(11,7%). Além disso, o desemprego foi maior para pretos e pardos (15,4%) do que para brancos (11,5%).

A pesquisa mostra que 6,7 milhões de pessoas estavam afastadas do trabalho pelas medidas de isolamento social imposta por governadores e prefeito em meio a pandemia da Covid-19.

O Acre foi a unidade da federação com maior proporção de pessoas nesta situação (12,4%). Com exceção do Acre, Amapá e Rondônia, todas as unidades da federação registraram quedas no percentual de pessoas ocupadas afastadas do trabalho pelo distanciamento.

Entre os 6,7 milhões ocupados que estavam afastados do trabalho que tinham na semana de referência no Brasil, aproximadamente 1,6 milhã de pessoas (23,7%) estavam sem a remuneração do trabalho.

Segundo o IBGE, “Um reflexo do avanço no processo de retomada gradual das atividades foi o segundo aumento consecutivo, tanto no âmbito nacional quanto em todas as Grandes Regiões, do número de horas efetivamente trabalhadas. O número médio de horas habituais foi de 10,1 horas por semana e as de fato foram trabalhadas na semana de referência foi, em média, de 34,1 horas”.

Bolsonaro tinha razão: Desemprego cresce e atinge 12.9 milhões em agosto em consequência das medidas adotadas por governadores

Desde o início da pandemia, o presidente Jair Bolsonaro já vinha alertado que o vírus e o emprego deviam ser tratados juntos. Além disso, Bolsonaro era contra o fechamento total das atividades comerciais no Brasil.

Por várias vezes Bolsonaro havia alertado sobre as medidas restritivas adotas pelos governadores e prefeitos no tocante ao enfrentamento da Covid-19, ele defendia que somente as pessoas que se enquadravam no grupo de risco da doença ficassem em casa e os demais pudessem trabalhar para que a economia não parasse.

Bolsonaro chegou a dizer que pós pandemia, o Brasil ficaria em um verdadeiro “caos”, teria fome e desemprego. Devido a uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), o presidente não pode interferir nas medidas adotadas pelos governantes, com isso, o Brasil está entregue a um verdadeiro caos.

Continue acompanhando aqui em nosso site, as notícias mais relevantes do seu dia a dia. Notícias do Brasil e do mundo, com responsabilidade e credibilidade.

Veja Muito Mais Sobre o Presidente Jair Bolsonaro e Seus Ministros de Governo no Site Welesson Oliveira!

Visite Nosso Site “Periquito Esporte e Notícias

Bolsonaro tinha razão: Desemprego cresce e atinge 12.9 milhões em agosto em consequência das medidas adotadas por governadores
Bolsonaro tinha razão: Desemprego cresce e atinge 12.9 milhões em agosto em consequência das medidas adotadas por governadores

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…