Medo do desemprego no Brasil cai...Confira na íntegra!

Medo do desemprego no Brasil cai

Medo do desemprego no Brasil cai.

A preocupação dos brasileiros com o desemprego atingiu 55 pontos em setembro, 1,1 ponto inferior a dezembro de 2019 e 3,2 pontos inferior ao de setembro passado.

Os dados foram divulgados na quarta-feira (14) pela Federação Nacional da Indústria (CNI).

Os dados avaliam que, embora a pandemia de covid-19 tenha impactado fortemente a economia, as medidas de proteção ao emprego tomadas nesse período ajudarão a conter o desemprego e aumentar o número de trabalhadores Segurança.

Em suas palavras, a entidade disse:

“Possivelmente, a transferência de renda às famílias também contribuiu para esse resultado.

Por fim, a retomada gradual das atividades comerciais e produtivas dos últimos meses tem impactado positivamente a formação de expectativas dos agentes, que, em um primeiro momento, esperavam por uma recuperação econômica mais lenta“.

Estudos mostram que, apesar da queda generalizada da taxa de desemprego, o medo do desemprego aumentou em algumas populações: pessoas entre 25 e 54 anos (especialmente os mais jovens nessa faixa etária); Pessoas com ensino superior, pessoas com renda familiar cinco vezes superior a um salário mínimo.

A população feminina, as brasileiras que vivem no Nordeste e as que ganham o salário mínimo também têm maior medo do desemprego.

A CNI destacou que, a partir de dezembro de 2019, aumentou a distância entre o medo do desemprego entre homens e mulheres.

A pesquisa CNI mediu também o índice de satisfação com a vida, que na verdade se manteve estável em setembro, atingindo 68,5 pontos, variação positiva de 0,2 ponto em dezembro de 2019 e queda de 0,5 ponto em relação a dezembro de 2019 .

Setembro passado. A pesquisa foi realizada de 17 a 20 de setembro, e 2.000 entrevistas foram realizadas em 127 cidades.

Veja Muito Mais Sobre o Presidente Jair Bolsonaro e Seus Ministros de Governo no Site Welesson Oliveira!

Visite Nosso Site “Periquito Esporte e Notícias

Medo do desemprego no Brasil cai

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…