Argentina ameaça punir empresas por falta de comida

Argentina ameaça punir empresas por falta de comida

Argentina ameaça punir empresas por falta de comida; O presidente Alberto Fernández mandou notificar 11 companhias do setor alimentício, entre elas, a Danone e a Bunge.

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, acusou empresas do ramo alimentício de provocar desabastecimento em mercados. Em razão disso, o peronista aumentou a fiscalização nas fábricas do setor e disse que não descarta aplicar multas.

Por determinação do chefe do Executivo, a lei que congela preços foi prorrogada até 31 de março. Economistas consideram que a medida gera falta de comida nas prateleiras e estimula o mercado negro.

Conforme o Ministério do Desenvolvimento daquele país, 11 empresas foram notificadas pelo Estado, entre elas a Danone, a Bunge, a Unilever e a P&G.

No entanto, o governo argentino é o maior responsável pela crise no país, por tomar medidas extremas, como lockdown, causando assim desemprego e fome na Argentina.

A gestão de esquerda as acusa de descumprir a intimação do governo para “aumentar sua produção ao mais alto grau de sua capacidade instalada e arbitrar os meios à sua disposição para garantir seu transporte e distribuição a fim de satisfazer a demanda” durante o surto de coronavírus.

Ainda segundo o governo, houve “uma importante queda na produção e na distribuição de diversas gamas de produtos” entre novembro e janeiro. Em nota, a pasta cita redução de estoques de farinhas, arroz, azeites, massas, detergentes e curativos.

As empresas terão cinco dias para se adequar às medidas, segundo o governo. Devido às políticas de Fernández, redes de supermercado já advertiam problemas com a falta de alimentos.

Continue acompanhando aqui em nosso site, as notícias mais relevantes do seu dia a dia. Notícias do Brasil e do mundo, com responsabilidade e credibilidade.

Veja Muito Mais Sobre o Presidente Jair Bolsonaro e Seus Ministros de Governo no Site Welesson Oliveira!

Visite Nosso Site “Periquito Esporte e Notícias

Argentina ameaça punir empresas por falta de comida

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…