"Como eu não padeço da sua fraqueza moral, continuarei fazendo...VEJA!

“Como eu não padeço da sua fraqueza moral, continuarei fazendo o mesmo trabalho de exposição da burrice” diz juíza Ludmila Lins Grilo

“Como eu não padeço da sua fraqueza moral, continuarei fazendo o mesmo trabalho de exposição da burrice” diz juíza Ludmila Lins Grilo, após vídeo polêmico.

A polêmica juíza Ludmila Lins Grilo, da Vara Criminal da Infância e da Juventude de Unaí, em Minas Gerais, que criou polêmica nesta segunda-feira, dia 04, ao gravar um vídeo ensinando a burlar o uso da máscara em um shopping.

Ela tinha incentivado aglomerações na virada do ano com a hastag #AglomeraBrasil., divulgou nota se defendendo das acusações.

Em nota, a juíza disse que, “A corrosão das inteligências passa pela negação do que os seus olhos veem, substituindo a realidade por um sentimento ou uma ideia.É a elevação das sensações à categoria de verdade absoluta, invertendo toda a estrutura da realidade, que acaba por ficar em segundo plano.”

“Como já havia sido previsto por @opropriolavodecarvalho, descrever a verdade tal como ela é viria, em um futuro próximo, a se tornar algo criminoso. Esse futuro chegou. A mera narrativa de como as coisas são – coisas visíveis aos olhos de todos – é capaz de despertar sentimentos e paixões, tudo com a intenção de obter uma satisfação pessoal mediante a negação da verdade que está bem à frente.” escreveu a magistrada.

E seguiu: “Sim. Seus olhos veem os restaurantes funcionando, com as pessoas entrando de máscaras e as retirando logo assim que se sentam à mesa, permanecendo lá por horas conversando e cuspindo gotículas umas nas caras das outras, descontraidamente.”

“Como eu não padeço da sua fraqueza moral, continuarei fazendo o mesmo trabalho de exposição da burrice” diz juíza Ludmila Lins Grilo

Para Ludmila Lins, “Você se esforça para negar a estupidez que esta conduta representa, porque você já colocou suas sensações acima da verdade, vivendo em uma matrix que nega o óbvio e aceita passivamente a imbecilidade como padrão, pois assim se sente acolhido no seio social e evita problemas…”

“Como eu não padeço da sua fraqueza moral, continuarei fazendo o mesmo trabalho de exposição da burrice, da hipocrisia e dos comportamentos lobotomizados – mesmo você, analfabeto funcional, não compreendendo que estou falando sobre tudo – menos de um vírus.” disparou Lins.

Segundo ela, “Substituir o que se está vendo por uma sensação artificialmente inoculada faz lembrar o comediante Grouxo Marx: “você prefere acreditar em mim ou em seus próprios olhos”? Pelas reações histéricas a uma mera descrição da realidade, percebe-se que Grouxo era um visionário.“Ninguém está obrigado a participar da crise espiritual de uma sociedade. Ao contrário, todos estão obrigados a evitar a loucura e viver sua vida em ordem”. (Eric Voegelin)”

A imagem pode conter: óculos, texto que diz "Você é capaz de narrar O que seus olhos estão vendo? An tudmila Jins Lins Grifo"

Continue acompanhando aqui em nosso site, as notícias mais relevantes do seu dia a dia. Notícias do Brasil e do mundo, com responsabilidade e credibilidade.

Veja Muito Mais Sobre o Presidente Jair Bolsonaro e Seus Ministros de Governo no Site Welesson Oliveira!

Visite Nosso Site “Periquito Esporte e Notícias

"Como eu não padeço da sua fraqueza moral, continuarei fazendo o mesmo trabalho de exposição da burrice" diz juíza Ludmila Lins Grilo
“Como eu não padeço da sua fraqueza moral, continuarei fazendo o mesmo trabalho de exposição da burrice” diz juíza Ludmila Lins Grilo

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…