Dois mil médicos brasileiros assinam manifesto em defesa do tratamento

Dois mil médicos brasileiros assinam manifesto em defesa do tratamento precoce como medida de enfrentamento a Covid-19

Dois mil médicos brasileiros assinam manifesto em defesa do tratamento precoce como medida de enfrentamento a Covid-19.

Tratamento precoce: dois mil médicos apoiam terapêutica; Em documento, profissionais de saúde ressaltaram a importância do uso de medicamentos como a hidroxicloroquina e a cloroquina

Especialistas também se manifestaram a favor da autonomia médica

Em defesa do tratamento precoce contra o coronavírus, dois mil médicos brasileiros assinaram um documento ressaltando a importância de medicamentos no enfrentamento à covid-19. Entre eles estão a cloroquina, a hidroxicloroquina, a ivermectina, a azitromicina e o zinco.

De acordo com os especialistas, as drogas são essenciais de modo a minimizar os danos provocados no corpo pelo patógeno. Os signatários destacam, ainda, ser necessária a preservação da autonomia dos profissionais de saúde para ministrar as drogas nos pacientes com a doença.

“Destacamos que a abordagem precoce não se trata apenas do uso de uma destas drogas (cloroquina e hidroxicloroquina), mas de sua combinação com outras medicações, além de monitoramento extensivo do paciente e a recomendação de intervenções não farmacológicas, como a fisioterapia”, informa trecho do documento, divulgado na sexta-feira 12.

“Os relatos de cidades e Estados que adotaram as medidas para intervenção precoce têm mostrado bons resultados, com a diminuição da carga sobre os sistemas de saúde”, acrescentaram os especialistas.

Dois mil médicos brasileiros assinam manifesto em defesa do tratamento precoce como medida de enfrentamento a Covid-19

Além disso, os médicos mencionam um parecer do Conselho Federal de Medicina e a Declaração de Helsinque que deixam clara a necessidade de ação do médico em situações graves, mediante consentimento do paciente:

“Quando métodos profiláticos, terapêuticos comprovados não existirem ou forem ineficazes, o médico, com o consentimento informado ao paciente, deve ser livre para utilizar medidas profiláticas e terapêuticas não comprovadas ou inovadoras, se no seu julgamento, esta ofereça esperança de salvar vidas.”

Continue acompanhando aqui em nosso site, as notícias mais relevantes do seu dia a dia. Notícias do Brasil e do mundo, com responsabilidade e credibilidade.

Veja Muito Mais Sobre o Presidente Jair Bolsonaro e Seus Ministros de Governo no Site Welesson Oliveira!

Visite Nosso Site “Periquito Esporte e Notícias

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…