Editorial da Band defende decretos das armas de Bolsonaro

Editorial da Band defende decretos das armas de Bolsonaro: “Os cidadãos honestos exigiu o direito de ter a sua arma”

Editorial da Band defende decretos das armas de Bolsonaro: “Os cidadãos honestos exigiu o direito de ter a sua arma”.

Na noite desta segunda-feira (16/2), a rede Bandeirantes divulgou um editorial, defendendo os decretos de armas, editado pelo presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (Sem Partido) na última semana.

Tendo em vista as investidas da emissoras na tentativa de derrubar o governo, com suas notícias tendenciosas, para surpresa de todos, desta vez ela apontou todos os equívocos em torno do decreto presidencial.

Segundo o editorial, “crescem as equivocadas reações ao decreto das armas”

Editorial da Band defende decretos das armas de Bolsonaro: “Os cidadãos honestos exigiu o direito de ter a sua arma”

“A começar pelo entendimento errado da decisão. Não se trata de posse indiscriminado de armas. Nada a ver com a cena de um cidadão circulando pela cidade quando bem entender com revólver na cintura” explicou o jornalista.

E seguiu: “Não se fuja no entanto, que as armas já estão na vida do país, mas nas mãos dos bandidos.”

“Basta lembrar que 90% dos crimes de mortes, são por armas clandestinas. Diante disso, a população decidiu nas urnas. Os cidadãos honestos exigiu o direito de ter a sua arma. O decreto agora é uma resposta a essa escolha democrática. Vamos respeitar a vontade popular. Esta é a opinião do grupo Bandeirantes” concluiu.

VEJA O VÍDEO:

Continue acompanhando aqui em nosso site, as notícias mais relevantes do seu dia a dia. Notícias do Brasil e do mundo, com responsabilidade e credibilidade.

Veja Muito Mais Sobre o Presidente Jair Bolsonaro e Seus Ministros de Governo no Site Welesson Oliveira!

Visite Nosso Site “Periquito Esporte e Notícias

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…