Vagas

Vaga de Emprego

Vagas e Oportunidades

Emprego Detran

Eduardo Bolsonaro volta a defender flexibilização no acesso às armas no Brasil

Eduardo Bolsonaro volta a defender flexibilização no acesso às armas no Brasil.

O deputado federal, Eduardo Bolsonaro, em publicação nas redes sociais na tarde desta segunda-feira (23/11), voltou a defender a flexibilização no acesso às armas no Brasil para cidadãos de bem.

Ao apresentar os dados sobre o aumento no número de acesso ao registro de armas no Brasil durante governo do presidente Jair Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro voltou a criticar o “desgoverno” do Partido dos Trabalhadores, sob o comando do ex-presidente Luiz Inácio da Silva.

“-1º ano de Lula: mensalão e estatuto do desarmamento. -1º ano de Bolsonaro: zero escândalo de corrupção e flexibilização no acesso às armas – não a toa homicídios foram reduzidos em 20% em 2019.” escreveu Eduardo Bolsonaro.

“O 1º decreto de armas de Jair Bolsonaro, que chamo de “decreto morno”, até previsão de cofre teve. Porém, em maio veio outro decreto regulamentando o porte dos CACs e etc.” disse Eduardo.

Em seguida, Eduardo lamentou que o Senado Federal tenha derrubado PL para flexibilização das armas.

“Infelizmente o Senado derrubou alegando que o assunto era de PL (projeto de lei) com tramitação mais lenta e maior debate – engraçado que este “argumento” nunca foi suscitado quando Lula editava portarias desarmamentistas.” escreveu o deputado.

Para Eduardo, “Os desarmamentistas não têm ESCRÚPULOS – referência a tempos de FHC e Ricupero. O que era “declaração” virou “comprovação” de efetiva necessidade na era do progressismo politicamente correto.”

Após décadas de presidentes ideológicos, Jair Bolsonaro foi técnico e com apenas uma “BICzada” resolveu metade dos problemas dos cidadãos: regulamentou o requisito legal da efetiva necessidade decidindo que ele está cumprido em todos os estados que em 2016 tinham +10 homicídios/100 mil habitantes, referência internacional para “violência crônica”.

Eduardo Bolsonaro volta a defender flexibilização no acesso às armas no Brasil

Como todos os estados estavam acima desta média, caberia agora ao cidadão comprovar os demais requisitos legais para a aquisição, (todos objetivos).

Isso gerou um salto nos pedidos e a PF com um procedimento 100% informatizado, em consonância com o pedido popular do referendo de 2005, viu em 2019 a compra de armas registradas no SINARM quase dobrar (84% imagem 1). E em 2020 pode-se dobrar essa meta (sem “Dilmês”!).

O SIGMA vai pelo mesmo caminho e o EB tem seu plano de informatização para CACs e clubes, o que na prática vai acabar com diferenças de interpretações das leis, sair da era dos papéis, economizar efetivo dos próprios militares e desburocratizar a vida dos amantes da pólvora (para ontem).

Ainda é pouco, há que se melhorar a questão tributária, aprovar um novo PL que revogue o est. desarmamento no Congresso, uma nova anistia, alterar decretos presidenciais, portarias do COLOG e etc, mas estamos no caminho certo. Não gosto nem de imaginar se fosse outro o presidente eleito em 2018!

Continue acompanhando aqui em nosso site, as notícias mais relevantes do seu dia a dia. Notícias do Brasil e do mundo, com responsabilidade e credibilidade.

Veja Muito Mais Sobre o Presidente Jair Bolsonaro e Seus Ministros de Governo no Site Welesson Oliveira!

Visite Nosso Site “Periquito Esporte e Notícias

Eduardo Bolsonaro volta a defender flexibilização no acesso às armas no Brasil
Eduardo Bolsonaro volta a defender flexibilização no acesso às armas no Brasil

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…