Jurista sai em defesa do governo Bolsonaro: “não...Confira!

Jurista sai em defesa do governo Bolsonaro: “não houve uso indevido do nome de ninguém”

Jurista sai em defesa do governo Bolsonaro: “não houve uso indevido do nome de ninguém”.

Neste sábado (12), uma equipe de 36 pesquisadores divulgou nota conjunta informando que não foram consultados sobre o “Programa de Vacinação contra Novos Vírus” encaminhado pelo governo federal ao STF.

Eles são chamados de “colaboradores” na documentação. Os pesquisadores disseram no relatório que não tinham o direito de obter materiais enviados ao Supremo Tribunal Federal com antecedência e que tais planos de ação do governo não seriam aprovados pelos membros da organização.

O Ministério da Saúde refutou a afirmação da equipe e afirmou que eles só seriam convidados como técnicos, “de alguma forma, para participar de determinadas discussões do plano de vacinação do ponto de vista técnico-científico”.

No entanto, os profissionais não têm o direito de decidir sobre os planos formulados pelo governo.

O assunto gerou polêmica nas redes sociais: opositores acusaram o governo de “crime de falsidade ideológica” e incluíram nomes de 36 técnicos nos documentos entregues ao STF.

O programa conta com 150 funcionários no total. A jurista paulista e tenente estadual Janaína Paschoal divulgou nas redes sociais que o governo federal “não abusou do nome de ninguém”.

“Não há abuso de nome de ninguém. Na verdade, se não forem citados, falta ética científica! O plano é assinado pelo ministro, e só o ministro pode citar corretamente os funcionários. É preciso verificar os detalhes!” – disse Janaína

“Eles não leram o documento final. Obviamente não concordam com todo o documento. Certamente podem discordar, mas é importante deixar claro que não há nenhum fato falso na afirmação de que eles realmente cooperaram com o plano.” – disse o membro.

“Acho que isso é uma bagunça. Os 36 técnicos que alegaram não ter visto o plano de vacinação confirmaram em sua versão final que cooperaram com o plano até certo ponto!”

Veja Muito Mais Sobre o Presidente Jair Bolsonaro e Seus Ministros de Governo no Site Welesson Oliveira!

Visite Nosso Site “Periquito Esporte e Notícias

Jurista sai em defesa do governo Bolsonaro: “não houve uso indevido do nome de ninguém”

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…