Meirelles defende 'imprimir dinheiro' contra crise...Confira!

Meirelles defende ‘imprimir dinheiro’ contra crise do coronavírus: ‘Risco nenhum de inflação’

Meirelles defende ‘imprimir dinheiro’ contra crise do coronavírus: ‘Risco nenhum de inflação’.

O ministro da Fazenda e Planejamento de São Paulo, Henrique Meirelles, é um destacado defensor do controle dos gastos públicos. Não há dúvida de que o governo federal deve agora aumentar vigorosamente os gastos para conter o impacto econômico e na saúde do coronavírus.

Em entrevista à BBC News Brasil, ele disse que mesmo que o Banco Central (BC) crie dinheiro e a dívida nacional levante recursos por meio da emissão de títulos, deve fazê-lo.

Segundo Meireles, a recessão econômica agora será tão cruel que, se a autoridade monetária emitir moeda, não há risco de inflação, por exemplo, pagando aos brasileiros de baixa renda pelo menos três reais de 600 reais para atendimento emergencial.

Em suas palavras, Henrique Meirelles disse:

“O Banco Central tem grande espaço de expandir a base monetária, ou seja, imprimir dinheiro, na linguagem mais popular, e, com isso, recompor a economia. Não há risco nenhum de inflação nessa situação”.

Doria

Durante a crise financeira internacional de 2008, o presidente da Colúmbia Britânica, durante o governo Lula, Meireles disse que a turbulência atual é mais imprevisível porque depende da duração da pandemia.

Há duas semanas, ele acreditava que o PIB do Brasil cairia 3% em 2020 e agora deve cair mais de 5%. Embora Meireles apoie a emissão de moeda e o aumento da dívida, ele não aceita a proposta de vender a grande quantidade de reservas internacionais que o Brasil começou a acumular quando assumiu a presidência da Colúmbia Britânica por acreditar que essas reservas são um seguro importante para o Brasil.

Alguns economistas defenderam a venda porque uma reversão da compra de reservas em dólares reduziria a dívida pública, compensando assim o aumento da dívida em resposta a programas anticrise. Meireles disse que o melhor é aumentar o endividamento, ainda que consiga aproximar o patamar atual de 76% do PIB de 90%.

Continuando ele disse:

“Olha, dos males o menor. Qual é a alternativa (ao aumento de dívida)? A alternativa é um colapso econômico”.

Concluindo ele disse:

“É uma despesa que tem começo, meio e fim”, diz ainda, em referência aos gastos emergenciais contra a atual crise. “Acabou a pandemia, acabou isso, nós voltamos à normalidade, pode voltar à austeridade fiscal”.

Veja Muito Mais Sobre o Presidente Jair Bolsonaro e Seus Ministros de Governo no Site Welesson Oliveira!

Visite Nosso Site “Periquito Esporte e Notícias

Meirelles defende ‘imprimir dinheiro’ contra crise do coronavírus: ‘Risco nenhum de inflação’

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…