Morador de rua é preso após fazer “gato” para...Confira!

Morador de rua é preso após fazer “gato” para carregar tornozeleira

Morador de rua é preso após fazer “gato” para carregar tornozeleira.

O morador de rua Fernando Santos Rolim Silva (Fernando Santos Rolim Silva), 37 anos, foi preso pela polícia há algum tempo, acusado de furto e tem direito a usar aparelhos eletrônicos.

A tornozeleira continua gratuita. No entanto, como não havia gato, o homem secretamente ligou para carregar o dispositivo e acabou sendo preso novamente. Fernando disse que perdeu o emprego com a pandemia e acabou morando nas ruas.

Sem acesso à rede elétrica, ele pensou que estava carregando o dispositivo ilegalmente. “Não estou aqui porque acho. Estou desempregado por causa do coronavírus. Minha profissão é pedreiro.

Tenho uma esposa e uma filha que se casaram recentemente. Ele disse:” Agora estou nesta situação e para passar por todas essas restrições. “

Tornozeleira

Segundo o pedreiro, ele estava carregando a bateria do equipamento no ponto de fornecimento de energia da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), no centro de Belo Horizonte, quando uma viatura da Polícia Militar se aproximou e o trouxe com um amigo para a delegacia. “Fiquei detido até de madrugada e aí o agente me libertou.

Fernando disse que também ficou revoltado com a situação porque não tinha boletim policial mencionando qualquer tipo de violação da lei ou crime patrimonial.

A monitoração da tornozeleira elétrica é feita pelo serviço penitenciário (Depen), de acordo com a regulamentação, é obrigação do usuário carregar o aparelho. Para isso, é equipado com dois carregadores, um deles é portátil, mas também precisa de eletricidade para funcionar.

“Não me deram um carregador portátil porque tinha sumido. Para poder carregar em outro lugar, tenho que mantê-lo conectado dentro da empresa ou na casa de alguém.

Só uma tornozeleira criaria preconceito. , Ninguém vai se sentir envergonhado por não ter onde morar em casa. Maikon Vilaça, presidente da Comissão de Assuntos Penitenciários da OAB-MG (Ordem dos Advogados de Minas Gerais), acredita que, no caso Fernando, os ministros podem aprovar outras medidas.

“As medidas de vigilância eletrônica não são aplicações punitivas. Ele disse que se trata de uma medida preventiva diferente das prisões.

Não se destina a colocá-lo na prisão, mas para manter a pessoa antes do julgamento, pois eles conduzem todo o crime. Medidas condicionais de contencioso.

Veja Muito Mais Sobre o Presidente Jair Bolsonaro e Seus Ministros de Governo no Site Welesson Oliveira!

Visite Nosso Site “Periquito Esporte e Notícias

Morador de rua é preso após fazer “gato” para carregar tornozeleira

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…