PF suspeita de superfaturamento em contratos do Instituto Lula com empresas dos filhos do ex-presidente

PF suspeita de superfaturamento em contratos do Instituto Lula com empresas dos filhos do ex-presidente

PF suspeita de superfaturamento em contratos do Instituto Lula com empresas dos filhos do ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

No relatório da Polícia Federal (PF) que levou o indiciamento do ex-presidente Lula e mais três pessoas pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro refente aos repasses de R$ 4 milhões da Odebrecht ao Instituto Lula, o delegado Dante Pegoraro destacou o indício de superfaturamentos de contratos firmados com empresas de filhos do ex-presidente.

Os repasses teriam sido feitos em 2016, segundo apurou o site O antagonista. A G4 Entretenimento, na qual Fábio Luís, “o Lulinha” é um dos sócios teria prestado serviços em quatro projeto para o Instituto Lula. O valor pago teria sigo R$ 1,3 milhão entre 2013 e 2014.

No entanto, o relatório da Polícia Federal mostra que uma empresa chamada GKR fez os mesmo serviços pelos quais a G4 havia sido contratada.

“Esse quadro, aliado a outras contratações do RPJ 189/19 apontariam, portanto, que a G4 poderia ter funcionado como uma intermediária financeira na prestação de serviços contratados pelo Instituto Lula, com indícios de superfaturamento, os quais teriam sido efetivados pela GKR de Rafael Leite e outros subcontratados” diz o relatório.

PF suspeita de superfaturamento em contratos do Instituto Lula com empresas dos filhos do ex-presidente

Outra empresa que teria sido contratada pelo Instituto Lula, é a FlexBR. O enteado de Lula, Marcos Cláudio Lula da Silva é um dos sócios.

Segundo o relatório, a FlexBR recebeu cerca de R$ 106 mil para prestar serviços de digitalização de imagens. No entanto, a PF encontrou, em arquivos apreendidos no Instituto Lula, planilhas que indicariam o pagamento de R$ 335 mil à empresa.

Apesar dos indícios de superfaturamento, a PF decidiu não indiciar os parentes de Lula porque seria necessário mais tempo para investigar se houve prática de crime.

“Portanto, apesar de alguma suspeita de que os serviços prestados pela G4 e FlexBR possam ter sido superfaturados, detidamente não é possível afirmar isso sem a realização de perícia pormenorizada acerca de todos os aspectos dos trabalhos realizados, seu volume, complexidade e tempo requeridos” diz o documento.

Veja Muito Mais Sobre o Presidente Jair Bolsonaro e Seus Ministros de Governo no Site Welesson Oliveira!

Visite Nosso Site “Periquito Esporte e Notícias

PF suspeita de superfaturamento em contratos do instituto Lula com empresas dos filhos do ex-presidente

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…

Últimas Notícias Selecionadas Pra Você