Venezuelanos vão às urnas sob pressão: "Quem não vota, não come"

Venezuelanos vão às urnas sob pressão: “Quem não vota, não come”

Venezuelanos vão às urnas sob pressão: “Quem não vota, não come”.

O candidato e homem forte do chavismo, Diosdado Cabello, demonstrou repressão e ameaça ao povo venezuelano, que irão às urnas neste domingo (06/11/2020), sob a frase “Quem não vota, não come”.

O objetivo de Nicolás Maduro de tomar novamente a Assembléia Nacional obteve vantagem de facilidade pelo boicote à eleição por parte da oposição.

O Conselho Nacional Eleitoral (CNE) juntamente com o Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) e grupos paramilitares apoiam o governo a coagir a população para votar.

“O ELN (Exército de Libertação Nacional) junto com (dissidentes) das ex-FARC têm a intenção de promover a participação cidadã no processo eleitoral”.

“Como as pessoas não querem votar, a guerrilha ameaça, alegando que quem não participar perde a segurança que oferecem e também a comida subsidiada pelo governo”.

“Eles intimidam a população a participar do processo eleitoral”.

A declaração foi dada por Javier Tarazona, presidente da FundaRedes, ONG venezuelana de direitos humanos.

Moradores no país vivem em um estado caótico, tendo que revirar lixo em busca de comida.

“Eu comparo os (membros) do governo com as crianças da rua, que estão magras, desnutridas, mal alimentadas, comendo lixo. Na verdade, eles não são crianças de rua”.

“São crianças de casa, que se veem obrigadas a buscar a comida. Às vezes, conseguem para comer apenas uma vez ao dia. Os governantes estão bem alimentados, gordos e robustos enquanto o povo está morrendo de fome”, afirma A.R.

Veja Muito Mais Sobre o Presidente Jair Bolsonaro e Seus Ministros de Governo no Site Welesson Oliveira!

Visite Nosso Site “Periquito Esporte e Notícias

Venezuelanos vão às urnas sob pressão: “Quem não vota, não come”

Venezuelanos vão às urnas sob pressão: "Quem não vota, não come"

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…